"

My Photo
Name:
Location: Portugal

28 January, 2008

Uma salada de ideias sobre o Estado Policial Português


O cidadão que sai de casa de carro à noite a uma Quinta, Sexta ou um Sábado em Lisboa é desde logo um potencial criminoso.

Primeiro, porque quer sair de casa à noite e está a complicar as intenções do governo para aplicar uma quase lei marcial; porque hoje, se andar na rua à noite sem ninguém por perto não constitui qualquer perigo, estar numa concentração de pessoas é sinónimo de rusgas e ponto de passagem do corpo de intervenção.

Segundo, vai de carro, e andar de carro em Portugal é uma responsabilidade burocrática, cuja importância ultrapassa a do IRS, não fosse a caça à multa uma importante fonte de receitas. Portanto o cidadão é um pontencial criminoso, porque confirmando-se que cometeu o hediondo crime de não pagar o seguro do carro a tempo, levam-lhe a vida.

Terceiro, porque ai meu Deus José, que é que andastes a fazer? Andastes a beber? Andastes a fumar? Vens de onde? Vais para onde? Quem te disse que tinhas vida privada?

Não, os condutores que espalham o perigo nas grandes avenidas próximas das concentrações de estabelecimentos já não são o problema. O problema mesmo é ao chegarem a casa poderem ser julgados como se estivessem a cometer o pior dos crimes. No caso do alcoól, uma máquina diz que uma pessoa é "um perigo". No caso da velocidade, porque uma pessoa, que vai com pressa, mas dentro dos limites, sem querer passa no radar e vai um bocado mais rápido do que devia. No caso burocrático, parece um massacre sócio-económico aquilo que estão a fazer, porque é um atentado terrorista não ter os papéis em dia.

E por causa disto, por causa do carro, porque queremos ir daqui para ali. Carro? Não, só para quem tem chauffeur! E quem puser a pata na poça ui, levas com 100 contos de multa e trezentos e cinquenta mil anos sem carta, e ainda vais a julgamento!

Este misto de ideias para dizer: estamos revoltados com este estado asfixiante, com notas de autoritarismo que se está a passar aqui. Estamos fartos de Polícia! Já não podemos com bófia! Deslarguem-nos à gente!

PS: Mais uma entrada menos bem conseguida. Não, a nós não nos aconteceu termos sido apanhados na grande teia do chupa-chupa, mas poderá acontecer a qualquer um, como sempre acontece a todos os terroristas sem selo do carro.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home